REVISTA DOS TRIBUNAIS

thomson reuters

BLOG | REVISTA DOS TRIBUNAIS

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Família de vítima processa governos de Havaí e Maui por negligência grave em incêndios florestais

Família de vítima processa governos de Havaí e Maui por negligência grave em incêndios florestais

Família de vítima processa governos de Havaí e Maui por negligência grave em incêndios florestais

Por Clark Mindock

(Reuters) – O pai de uma mulher que morreu durante os incêndios florestais do mês passado no Havaí processou o Estado e a administração do condado de Maui em um processo inédito, acusando os governos de negligência grave que levou aos incêndios.

Ajuizado na segunda-feira no tribunal estadual do Havaí, o processo é o primeiro decorrente dos incêndios florestais a ser movido contra o Estado. Ele também nomeia a concessionária de energia elétrica do Estado, a Hawaiian Electric, que já enfrenta vários processos judiciais, e uma grande proprietária de terras na ilha, a Bishop Estate, pelos incêndios que arrasaram a cidade histórica de Lahaina, em Maui.

A ação, movida por Harold Wells em nome dele e dos herdeiros de sua filha de 57 anos, alega que o risco de incêndios florestais era bem conhecido dos réus e que os incêndios eram evitáveis. As medidas que teriam reduzido o risco, incluindo a gestão adequada da vegetação e da rede elétrica, não foram tomadas pelos réus, argumentou Wells.

A filha de Wells, Rebecca Rans, está entre as pelo menos 115 pessoas que morreram durante os incêndios florestais mais mortíferos nos EUA em mais de um século. O condado divulgou uma lista de 388 pessoas que se acreditava ainda estarem desaparecidas no final do mês passado.

Os grandes proprietários de terras, incluindo o Estado, o condado e a Bishop Estate, tinham o dever de reduzir o risco de incêndios florestais limpando regularmente a vegetação seca na área, mas não o fizeram, afirma o processo. Enquanto isso, a Hawaiian Electric não conseguiu desenergizar seus equipamentos elétricos durante ventos fortes, provocando os incêndios, disse o processo.

Os representantes dos réus não responderam imediatamente aos pedidos de comentários na terça-feira.

(Reportagem de Clark Mindock)

 

Mais lidas

Post Relacionado

lançamentos de julho

Lançamentos de Julho

As novidades do universo jurídico chegam com uma coleção de lançamentos de julho imperdíveis para os profissionais do Direito, trazendo obras que abordam desde os