REVISTA DOS TRIBUNAIS

thomson reuters

BLOG | REVISTA DOS TRIBUNAIS

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Nova York organiza eleição para preencher vaga na Câmara dos EUA deixada por George Santos

Nova York organiza eleição para preencher vaga na Câmara dos EUA deixada por George Santos

George Santos

WASHINGTON (Reuters) – A governadora de Nova York, Kathy Hochul, convocou nesta terça-feira uma eleição especial para 13 de fevereiro para preencher a vaga da Câmara dos Deputados dos Estados Unidos anteriormente ocupada pelo republicano George Santos.

A cassação do parlamentar reduziu a estreita margem dos republicanos na Câmara para 221 a 213 democratas e espera-se que a disputa pela cadeira que representa uma pequena parte da cidade de Nova York e alguns de seus subúrbios de Long Island seja competitiva.

Tom Suozzi, um democrata que representou o distrito antes de Santos e que renunciou para tentar uma candidatura sem sucesso para governador, está entre os 20 candidatos que estão disputando a cadeira.

Outros democratas que disputam a cadeira incluem um ex-senador estadual, um diretor executivo de um centro cirúrgico e um parlamentar de condado.

Um detetive de polícia aposentado, um ex-vice-presidente de banco e um advogado de danos pessoais estão entre os que buscam a indicação republicana.

Santos, que é filho de brasileiros, disse que não planeja tentar concorrer ao cargo novamente.

Santos tornou-se a sexta pessoa na história a ser cassada da Câmara dos Deputados em uma votação bipartidária em 1º de dezembro, que terminou com o placar de 311 votos a favor da cassação e 114 contra.

Desde pouco depois de sua eleição em novembro de 2022, Santos esteve envolvido em controvérsias por forjar partes significativas de sua biografia durante a campanha. Seus problemas se agravaram quando promotores federais o acusaram de lavar fundos de campanha e fraudar doadores.

Santos se declarou inocente dessas acusações, e seu julgamento está programado para começar em 9 de setembro de 2024.

Um relatório contundente do Comitê de Ética emitido em 16 de novembro disse que Santos havia usado fundos de campanha para fins pessoais e se envolvido em conduta fraudulenta.

(Reportagem de Makini Brice)

Mais lidas

Post Relacionado

lançamentos de julho

Lançamentos de Julho

As novidades do universo jurídico chegam com uma coleção de lançamentos de julho imperdíveis para os profissionais do Direito, trazendo obras que abordam desde os