REVISTA DOS TRIBUNAIS

thomson reuters

BLOG | REVISTA DOS TRIBUNAIS

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Honda, GM e Cruise planejam iniciar serviço de transporte sem motorista no Japão em 2026

Honda, GM e Cruise planejam iniciar serviço de transporte sem motorista no Japão em 2026

Honda, GM e Cruise planejam iniciar serviço de transporte sem motorista

TÓQUIO (Reuters) – A Honda Motor disse nesta quinta-feira que pretende criar uma joint venture com a General Motors e a Cruise para começar um serviço de transporte sem motorista no Japão no início de 2026.

As três empresas pretendem estabelecer a joint venture no primeiro semestre de 2024, uma vez que o negócio depende de aprovação regulatória, informou a empresa japonesa em comunicado, sem fornecer detalhes financeiros.

A Cruise, unidade de “robotáxi” da norte-americana GM, oferece atualmente serviços limitados de transporte em San Francisco, assim como a rival Waymo operada pela Alphabet. A Honda disse em 2018 que investiria 2 bilhões de dólares na Cruise ao longo de 12 anos.

As empresas esperam comercializar veículos autônomos em grande escala no Japão com a joint venture, disse o presidente-executivo da Cruise, Kyle Vogt, acrescentando que a empresa já opera comercialmente em quatro cidades nos Estados Unidos.

Vogt disse que é difícil dizer se oferecer um serviço de transporte sem motorista em Tóquio representa um desafio único ou distinto para a empresa.

O veículo Cruise Origin foi desenvolvido em conjunto pela GM, Cruise e Honda. O serviço japonês está planejado para ser lançado no centro de Tóquio, usando dezenas de Origins antes de expandir para uma frota de 500 veículos, disse a Honda em seu comunicado.

O presidente-executivo da Honda, Toshihiro Mibe, disse que a empresa usará Chevrolet Bolts na implementação do serviço na capital japonesa antes de adotar o Origins.

As empresas planejam posteriormente ampliar o serviço para áreas além do centro de Tóquio, disse a Honda.

Os clientes usarão um aplicativo de smartphone para solicitar viagens e efetuar pagamentos, segundo o comunicado.

Os reguladores de segurança automotiva dos EUA abriram no início desta semana uma investigação para saber se a Cruise está tomando precauções suficientes com seu robotáxi autônomo para proteger os pedestres.

Comentando a investigação, Vogt disse que a segurança era a principal prioridade da empresa, acrescentando que ajudaria os reguladores no trabalho “muito difícil” de regular tecnologias emergentes como esta.

(Reportagem de Daniel Leussink, Mariko Katsumura e Rocky Swift)

 

Mais lidas

Post Relacionado

lançamentos de julho

Lançamentos de Julho

As novidades do universo jurídico chegam com uma coleção de lançamentos de julho imperdíveis para os profissionais do Direito, trazendo obras que abordam desde os