REVISTA DOS TRIBUNAIS

thomson reuters

BLOG | REVISTA DOS TRIBUNAIS

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Zelenskiy pressionará republicanos por ajuda adicional em visita a Washington

Zelenskiy pressionará republicanos por ajuda adicional em visita a Washington

Zelenskiy pressionará republicanos por ajuda adicional em visita a Washington

Por Patricia Zengerle

WASHINGTON (Reuters) – O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelenskiy, visita o Capitólio dos Estados Unidos nesta quinta-feira, enquanto alguns republicanos questionam se o Congresso deve aprovar uma nova rodada de auxílio para seu país, apesar do progresso mais lento do que o esperado na luta contra as forças russas.

Zelenskiy viaja para Washington após tentar angariar apoio internacional na Organização das Nações Unidas (ONU), em uma viagem que inclui reuniões com o presidente Joe Biden e líderes militares no Pentágono, além de um discurso à noite no museu National Archives.

Pela manhã, Zelenskiy se reunirá com os líderes da Câmara dos Deputados antes de uma sessão privada com todo o Senado.

Embora Biden e a maioria dos líderes do Congresso ainda apoiem a ajuda à Ucrânia, e os democratas controlem o Senado, Zelenskiy enfrentará um público mais difícil do que quando visitou Washington há nove meses.

À medida que a contraofensiva militar da Ucrânia avança e o Congresso realiza um debate amargo sobre gastos antes de uma possível paralisação do governo, um coro crescente de republicanos questiona os bilhões de dólares que Washington tem enviado a Kiev para necessidades militares, econômicas e humanitárias.

Os EUA já enviaram cerca de 113 bilhões de dólares em ajuda humanitária e de segurança para auxiliar o governo de Zelenskiy desde a invasão da Rússia em fevereiro de 2022.

Autoridades do governo Biden realizaram uma reunião secreta para o Congresso na noite de quarta-feira a fim de pressionar por mais 24 bilhões de dólares, dizendo que se o presidente russo Vladimir Putin assumir o controle da Ucrânia e avançar até a fronteira da Otan, o custo para os Estados Unidos será muito maior.

Mas alguns republicanos não ficaram convencidos.

“Se há algum caminho para a vitória na Ucrânia, eu não ouvi isso hoje. E também ouvi que não haverá fim para as solicitações de financiamento”, disse aos repórteres o senador republicano Josh Hawley, um crítico veemente da ajuda à Ucrânia.

Biden anunciará um novo pacote de ajuda militar de 325 milhões de dólares para a Ucrânia, que deve incluir a segunda parcela de munições de fragmentação.

“Se permitirmos que a Ucrânia seja dividida, a independência de qualquer nação estará segura?”, perguntou Biden aos líderes mundiais na ONU na terça-feira.

Maiorias sólidas de norte-americanos apoiam o fornecimento de armamentos para a Ucrânia se defender da Rússia, segundo pesquisa Reuters/Ipsos.

 

Mais lidas

Post Relacionado

lançamentos de julho

Lançamentos de Julho

As novidades do universo jurídico chegam com uma coleção de lançamentos de julho imperdíveis para os profissionais do Direito, trazendo obras que abordam desde os