REVISTA DOS TRIBUNAIS

thomson reuters

BLOG | REVISTA DOS TRIBUNAIS

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Petróleo sobe com previsões de maior demanda global e queda de estoques nos EUA

Petróleo sobe com previsões de maior demanda global e queda de estoques nos EUA

Petróleo nos EUA

Por Laura Sanicola

RIO DE JANEIRO (Reuters) – Os preços do petróleo fecharam em alta nesta quinta-feira, depois que a Agência Internacional de Energia (IEA, na sigla em inglês) se juntou ao grupo de produtores Opep na previsão de um forte crescimento na demanda global por petróleo.

Além disso, o inverno frio impactou a produção de petróleo dos Estados Unidos, enquanto o governo relatou uma grande queda semanal de estoques.

Os comerciantes de petróleo também estavam preocupados com os riscos geopolíticos no Médio Oriente. O Paquistão conduziu ataques dentro do Irã, visando militantes separatistas balúchis, disse o Ministério das Relações Exteriores do país, dois dias depois de ataques iranianos dentro do território paquistanês.

Os futuros do petróleo Brent fecharam em alta de 1,22 dólar, ou 1,6%, para 79,10 dólares por barril, enquanto os futuros do petróleo West Texas Intermediate dos EUA subiram 1,52 dólar, ou 2%, a 74,08 dólares.

A Administração de Informação de Energia dos EUA relatou uma redução maior do que o esperado nos estoques de petróleo de 2,5 milhões de barris na semana encerrada em 12 de janeiro.

“O medo de outro grande aumento dos estoques totais não se materializou, apoiando modestamente os preços”, disse Giovanni Staunovo, analista do UBS.

O relatório mensal da IEA afirmou esperar que a demanda por petróleo cresça 1,24 milhão de barris por dia (bpd) em 2024, um aumento de 180 mil bpd em relação à sua projeção anterior.

Na quarta-feira, a Organização dos Países Produtores de Petróleo (Opep) disse que esperava um crescimento da procura de 2,25 milhões de bpd este ano, inalterado em relação à previsão de dezembro. O grupo produtor também disse que a demanda por petróleo deverá aumentar robustos 1,85 milhão de bpd em 2025, para 106,21 milhões de bpd.

(Reportagem de Laura Sanicola; reportagem adicional de Ahmad Ghaddar em Londres e Jeslyn Lerh em Cingapura)

 

Mais lidas

Post Relacionado

lançamentos de julho

Lançamentos de Julho

As novidades do universo jurídico chegam com uma coleção de lançamentos de julho imperdíveis para os profissionais do Direito, trazendo obras que abordam desde os