REVISTA DOS TRIBUNAIS

thomson reuters

BLOG | REVISTA DOS TRIBUNAIS

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Japão repete advertência verbal contra vendas exageradas do iene e BC mantém tom brando

Japão repete advertência verbal contra vendas exageradas do iene e BC mantém tom brando

Japão repete advertência verbal contra vendas exageradas do iene

Por Leika Kihara e Rocky Swift

TÓQUIO (Reuters) – O Japão continuou com seus alertas para evitar novas quedas do iene nesta quinta-feira, com o principal porta-voz do governo renovando um aviso de que Tóquio não descartará nenhuma opção para combater os movimentos excessivos da moeda.

O secretário-chefe do Gabinete do governo, Yoshimasa Hayashi, não especificou se as opções incluíam a intervenção via compra de ienes, dizendo apenas que as autoridades estavam “observando os movimentos da moeda com um alto senso de urgência”

“Se houver movimentos excessivos, gostaríamos de responder adequadamente e não descartaremos nenhuma opção”, disse Hayashi em uma coletiva de imprensa regular.

Suas falas ecoaram as feitas pelo principal diplomata monetário do Japão, Masato Kanda, na quarta-feira, de que as autoridades não descartariam nenhuma medida para combater movimentos desordenados da moeda.

O iene caiu para o nível mais baixo em 34 anos em relação ao dólar na quarta-feira, sob a expectativa de que o Banco do Japão (BOJ, na sigla em inglês) aumentará lentamente as taxas de juros, mantendo assim a enorme diferença entre as taxas de juros japonesas e norte-americanas.

O dólar atingiu brevemente 151,975 ienes na quarta-feira, ultrapassando o nível de 151,94, no qual as autoridades japonesas intervieram em outubro de 2022 para comprar a moeda.

As fortes quedas do iene ocorreram apesar da decisão do Banco do Japão da semana passada de encerrar oito anos de taxas de juros negativas, já que os investidores se concentraram mais em sua mensagem branda, sugerindo que outro aumento das taxas ainda está longe.

Ao encerrar as taxas negativas, muitos membros do BOJ viram a necessidade de ir devagar na eliminação gradual da política monetária ultrafrouxa, conforme mostrou um resumo das opiniões na reunião da semana passada nesta quinta-feira.

(Por Leika Kihara e Rocky Swift)

Mais lidas

Post Relacionado

lançamentos de julho

Lançamentos de Julho

As novidades do universo jurídico chegam com uma coleção de lançamentos de julho imperdíveis para os profissionais do Direito, trazendo obras que abordam desde os