REVISTA DOS TRIBUNAIS

thomson reuters

BLOG | REVISTA DOS TRIBUNAIS

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Ex-presidente colombiano Uribe diz que será julgado em caso sobre adulteração de testemunhas

Ex-presidente colombiano Uribe diz que será julgado em caso sobre adulteração de testemunhas

Ex-presidente da Colômbia Álvaro Uribe irá a julgamento por adulteração de testemunhas em seu caso. Clique aqui e saiba mais sobre a notícia!

BOGOTÁ (Reuters) – O ex-presidente da Colômbia Álvaro Uribe disse que o caso legal em que é acusado de adulteração de testemunhas, que se arrasta há muito tempo, irá a julgamento, citando uma revista antes de uma decisão formal esperada de um tribunal de Bogotá nesta sexta-feira.

Uribe e vários aliados têm sido investigados por alegações de adulteração de testemunhas, realizadas em uma tentativa de desacreditar as acusações de que ele tinha ligações com paramilitares de direita. O ex-presidente sempre manteve sua inocência.

Na quinta-feira, alguns veículos informaram que Uribe seria julgado, citando fontes.

“É claro que li isso com enorme preocupação. Defendi ardentemente minha reputação, mas não sei nada sobre subornar testemunhas ou enganar o tribunal”, disse Uribe a jornalistas na noite de quinta-feira.

O Tribunal Superior de Bogotá deve anunciar sua decisão ainda nesta sexta-feira sobre se o longo e profundamente polarizado caso – em que os apoiadores de Uribe alegam perseguição e seus detratores comemoram como uma queda merecida – irá a julgamento.

Em maio, um juiz rejeitou um pedido dos promotores para arquivar o caso.

Em março de 2021, o gabinete da procuradoria solicitou uma audiência sobre a possibilidade de reduzir a investigação, após concluir que a conduta de Uribe não constituía um crime.

O divisivo ex-presidente, que poderia cumprir 12 anos de prisão se condenado, renunciou ao seu cargo no Senado em 2020 depois que a Suprema Corte ordenou a prisão domiciliar.

Sua renúncia desencadeou a transferência do caso para o gabinete da procuradoria e um juiz suspendeu sua prisão domiciliar após dois meses.

(Por Oliver Griffin)

Mais lidas

Post Relacionado

lançamentos de julho

Lançamentos de Julho

As novidades do universo jurídico chegam com uma coleção de lançamentos de julho imperdíveis para os profissionais do Direito, trazendo obras que abordam desde os